Jurandir da Prensa
Homicídio

Médico e dona de academia são assassinados a tiros em Jaçanã, interior do Rio Grande do Norte 

Médico e dona de academia são assassinados a tiros em Jaçanã, interior do Rio Grande do Norte 

10/09/2019 13h35
Por: Mais São Bento
620

Um médico e a dona de uma academia de ginástica foram mortos a tiros na noite desta segunda-feira (09) em Jaçanã, município distante 150 quilômetros de Natal. Os dois foram baleados por volta das 19h, dentro da academia. Uma outra mulher ainda foi atingida de raspão no braço. Ela foi socorrida para um hospital da cidade e depois transferida para uma unidade de saúde na Paraíba. Ninguém foi preso.

Segundo a Polícia Militar, a academia estava cheia quando os criminosos chegaram. Cícero Edvaldo Nogueira de Carvalhode 40 anos, fazia exercícios no primeiro andar da academia, quando percebeu a entrada dos assassinos. Ele ainda tentou fugir pulando para o telhado de uma farmácia vizinha, mas foi atingido por vários disparos.

Em meio ao tiroteio, a dona da academia,Oleciandra da Silva Dantas, de 43 anos, também foi baleada. Ela ainda foi socorrida ao hospital da cidade, mas não resistiu ao ferimento. Cícero nasceu no Ceará, mas já trabalhava em Jaçanã fazia algum tempo. Ele frequentava a academia quase que diariamente. A morte do médico é um mistério para a família. A mulher dele disse não saber o que motivou a morte do marido. O médico também atendida pacientes de Jaçanã, Coronel Ezequiel e mais dois municípios paraibanos, que são vizinhos. Além da esposa, Cícero deixa três filhas.

O marido de Oleciandra esteve na academia. Porém, bastante abalado, ele não teve condições de falar sobre o ocorrido. A mulher deixa o marido com dois filhos.Os bandidos fugiram em um EcoSport de cor branca. A Polícia Militar ainda fez buscas pela região, mas não encontrou nenhum suspeito. Em uma estrada de terra que foi usada como rota de fuga, os assassinos tocaram fogo no carro, que tem placas de João Pessoa (PB), e que tinha queixa de roubo. Grampos de ferro ainda foram jogados na pista, como forma de impedir alguma eventual perseguição.

cademia

G1RN

Essa matéria já foi vista 581

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários