Jurandir da Prensa
Política

Vereadores recebem sem trabalhar; promotor recomenda afastamento

Vereadores recebem sem trabalhar; promotor recomenda afastamento

07/02/2020 18h27
Por: Mais São Bento
370

A Câmara de Cabedelo tem um prazo de 90 dias para analisar as representações que pedem a cassação de 10 vereadores, que foram afastados por ordem judicial. A orientação é da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público da cidade.

Decorre de um agravante que é o pagamento da remuneração a 29 vereadores, dentre eles 14 afastados por suspeita de corrupção, que mesmo fora das atividades seguem recebendo remuneração mensal, o que é, de fato, um absurdo.

Neste sentido, o promotor Ronaldo Guerra recomendou o fim da farra, alegando que “o erário vem sofrendo dilapidação, pois está remunerando praticamente o dobro de sua composição”, argumentou.

Pelo menos 10 vereadores respondem a processos administrativos. São eles: Jacqueline Monteiro, Lúcio Nascimento, Antônio Moacir Dantas Júnior, Belmiro Mamede, Josué Pessoa, Tércio de Figueiredo, Francisco Rogério, Rosivaldo Alves, Rosildo Pereira e Antônio Bezerra.

Marcone Ferreira 

Essa matéria já foi vista 222

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Divulgação - TV Rede Cidade
Sivonaldo Bebidas
Josue Diniz - Advogados Associados
Municípios
Pansudo Poker Vip
Radio Solidaria FM
Últimas notícias
Josimar Moral e Banda
Bingo Beneficente
Mais lidas
Luciano Motos
Anúncio