Jurandir da Prensa
Politica

PARAÍBA.Grande Família: João Azevedo pediu e recebeu pagamentos de propina para a cunhada e a nora

PARAÍBA.Grande Família: João Azevedo pediu e recebeu pagamentos de propina para a cunhada e a nora

13/01/2020 14h36
Por: Mais São Bento
748

Em delação ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público do Estado da Paraíba, dentro das investigações da Operação Calvário, a ex-secretária Livânia Farias confirmou que o atual governador João Azevedo, pediu e recebeu pessoalmente o pagamento de propinas para a cunhada e a nora, exoneradas dos quadros do Governo do Estado.

Segundo delação de Livânia Farias, João Azevedo atuou junto à organização criminosa para “blindar” a nora, identificada como Iara Coelli da Nóbrega Lins, lotada na Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa), como também da cunhada, Kátia Regina de Medeiros, lotada na Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema). Para evitar denúncias de nepotismo, João Azevedo solicitou que ambas fossem exoneradas dos quadros do executivo e também acertou para as parentes “desempregadas” o pagamentos de propina mensal no valor de R$ 6 mil para Iara Coelli e R$ 3,8 mil para Kátia Regina. Os valores eram entregues pessoalmente, nas mãos do próprio governador João Azevedo.

Passado algum tempo, segundo a delatora, João Azevedo teria solicitado que a nora e cunhada fossem novamente empregadas. Como solução para evitar o nepotismo, Livânia Farias apresentou a João Azevedo cargos em organizações sociais, um no valor de R$ 14 mil para a nora, identificada como Iara Coelli da Nóbrega Lins, quanto a cunhada de João Azevedo, Kátia Regina de Medeiros, não apresentou detalhes.

Livânia Farias disse ainda, que além da cunhada e da nora, já na condição de candidato a governador do Estado, João Azevedo também fez tratativas no sentido de favorecer o genro, identificado apenas como Adilson, servidor efetivo da Secretaria de Defesa Social, mais precisamente do Instituto de Perícia Científica (IPC), em Campina Grande.

As negociatas ocorreram após a prisão de Daniel Gomes, no estado do Rio de Janeiro.

Paraíba rádio blog 

Essa matéria já foi vista 637

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Divulgação - TV Rede Cidade
Sivonaldo Bebidas
Josue Diniz - Advogados Associados
Pansudo Poker Vip
Radio Solidaria FM
Últimas notícias
Bingo Beneficente
Josimar Moral e Banda
Mais lidas
Luciano Motos
Anúncio