Jurandir da Prensa
Politica

Lula diz que Governo tinha “obrigação” de retomar bombeamento da Transposição para Paraíba

Lula diz que Governo tinha “obrigação” de retomar bombeamento da Transposição para Paraíba

12/11/2019 20h06
Por: Mais São Bento
381

Um dia após o ministro do Desenvolvimento Regional do Governo Bolsonaro, Gustavo Canuto, anunciar a retomada do bombeamento da água da Transposição do Rio São Francisco, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) voltou a falar sobre o tema. Ele disse que o Governo Federal tinha a “obrigação” de retomar o bombeamento para a Paraíba.

“Só o fato de terem mandado ligar a água, já fizeram a obrigação de fazer o povo nordestino voltar a sorrir”, comentou o ex-presidente em vídeo postado nas redes sociais, ao lado do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). Lula lamentou a falta de investimentos na região Nordeste e lembrou que por várias vezes percorreu o Estado em suas campanhas eleitorais.

 

Suspenso desde fevereiro deste ano, o bombeamento da Transposição para a Paraíba foi retomado desde o último sábado (09), conforme o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). A expectativa é de que até o fim deste mês as águas voltem a chegar na região de Monteiro, no Cariri do Estado. A obra da Transposição foi iniciada durante a gestão do ex-presidente Lula.

Essa semana o Ministério Público Federal (MPF) recomendou a retomada do bombeamento. Técnicos do MPF visitaram o canal e o açude Cacimba Nova, em Pernambuco, e constataram que a situação de risco do reservatório vem sendo equacionada pelo Governo Federal. Meses atrás moradores da cidade de Monteiro denunciaram a existência de rachaduras e avarias ao longo do canal da Transposição. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), os problemas receberam reparos técnicos e não afetam o funcionamento do sistema.

Jornal da Paraíba 

Essa matéria já foi vista 333

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários